Páginas

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Versos sem nexo

Há tanto para contar
Que às vezes nao sabes por onde começar
Uma música deixa sempre uma recordação
De um momento, um sorriso ou uma paixão

De olhos fechados vemos o mundo
O nosso, aquele fechado universo
Que muda a cada segundo
Muda tanto...e tantas vezes em excesso

Decisões complicadas tomadas em segundos...
Arrependimentos tardios de vidas falhadas
Lágrimas camufladas em cabeças erguidas
E sorrisos abertos com objectivos falhados

Alegrias hipotecadas por idiotas
Tristezas esquecidas num rápido
Sentimentos ignorados por hipócritas
A Alma esquecida no material usado

Versos sem nexo, criam poemas sem sentido..
Vidas sem amor, deixam a Humanidade orfã
A metáfora perfeita do que aqui está escrito...
Aqui temos versos sem nexo...
Olha pela janela, vê o que tens lá fora

2 comentários:

Bárbara Almeida disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bárbara Almeida disse...

olaaaa .. encontrei o teu blog por acaso e entendo-te perfeitamente, dizes coisas profundas coisas que muitas vezes sentimos e nao o conseguimos explicar, temos tanto pra dizer e nao sabemos por onde começar, bem, espero que estejas bem e que continues a publicar ;)